Conheça as vantagens de iniciar o Comércio Eletrônico como MEI

O Microempreendedor Individual (MEI), foi criado em 2009, para facilitar e viabilizar a entrada no mundo empresarial de profissionais que atuavam na informalidade. Apesar de apenas algumas atividades serem permitidas, abrir uma empresa MEI é muito rápido e gratuito, sem burocracia, diferente de outras categorias.

Para auxiliar novos empreendedores ou profissionais que desejam se formalizar, elaboramos um breve guia de como se tornar MEI e quais suas vantagens.

1 – Como se tornar um MEI

Para se tornar MEI, é necessário consultar primeiro a lista de atividades permitidas no site do Portal do Empreendedor, e consultar a relação completa de atividades permitidas ao MEI no site.

Neste site, basta procurar pela Inscrição de MEI e preencher o formulário para se formalizar.
Se preferir, também poderá solicitar a abertura gratuitamente a um escritório contábil de sua cidade. Consulte os escritórios no site do FENACON.

2 – Vantagens de ser MEI

Ao se tornar MEI, automaticamente se registra no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita diversas questões, tais como:
– Enquadramento no Simples Nacional e isenção de tributos federais (IRPF, PIS, Cofins, IPI e CSLL);
– Coberturas previdenciárias;
– Pode realizar as atividades de sua própria casa;
– Não é necessário contratar escritório contábil/contadores ou ter livro-caixa;
– Mais facilidade em empréstimos e contas bancárias;
– Emissão de notas fiscais;
– Menor custo com funcionário;
– Emissão de alvará pela Internet;
– Serviços gratuitos em rede de empresas;
– Segurança jurídica.

3 – Regras e obrigações para o MEI

Embora sejam simplificadas, o MEI possui algumas regras e obrigações a serem cumpridas, entre elas:
– Realizar uma das atividades permitidas;
– Faturamento anual máximo de R$ 60.000,00 ou mensal de R$ 5.000,00;
– Pagamento mensal do DAS-MEI (Documento de Arrecadação Simplificada do MEI);
– Obtenção de alvará;
– Relatório mensal das Receitas Brutas;
– Declaração Anual Simplificada;
– Preencher guia do FGTS e Informação à Previdência Social (GFIP), caso tenha funcionário contratado.

4 – Custos para ser MEI

A formalização do MEI é gratuita através do site Portal do Empreendedor ou rede de escritórios contábeis, porém deverá realizar o pagamento mensal do DAS-MEI, valor fixo de R$ 45,00 a R$ 50,00 mensais, que contém todos os tributos da empresa.

5 – Tecnologia e Suporte

Para auxiliar o MEI, além do SEBRAE, existem outros recursos que podem auxiliar o empreendedor no gerenciamento de seu negócio.
O APP MEI da Receita Federal, permite consultar a regularidade das suas contribuições mensais e emitir os boletos atualizados pelo celular ou tablet, além de consultar informações sobre dados cadastrais, como nome, situação, natureza jurídica e endereço.

Fontes:
Portal do Empreendedor
SEBRAE
Revista PEGN

Você está esperando o que para começar seu negócio online? Fale conosco

Shopping online

Sobre o autor

Posts relacionados

Em dois dias de ofertas, a Black Friday 2017 gerou faturamento de R$ 2,1 bilhões para o e-commerce...

Já não é novidade o quanto é importante estar presente no comércio eletrônico, ainda mais...

A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) revelou que até o final de 2017 todos os boletos serão...

Escrever comentário